Atelier Flávia Tronca

Uma edificação preexistente e a possibilidade de transformá-la em uma tela em branco, pronta para receber as cores, texturas e formas da artista contemporânea Flávia Tronca. Esse foi o desafio. Essa foi uma oportunidade de aproximar e delinear um cenário mais neutro de cores e materiais básicos (o branco das alvenarias, o concreto do piso, o metal das luminárias e pinceladas de preto na marcenaria do escritório) dos painéis expressivos da artista.

O atelier, localizado em Jurerê Internacional, possui uma distribuição longilínea, ao longo da qual suas funções vão se desenvolvendo. O acesso acontece por uma escada helicoidal em concreto e guarda-corpo metálico opaco e também branco, já indica o cuidado em trazer o destaque da forma desde a chegada. A varanda frontal funciona como a conexão entre o exterior e o interior: de fora já se observam em destaque os painéis iluminados e, de dentro, a relação visual com a rua. O atelier ocupa o espaço central da edificação, possui planta retangular, duas paredes-painéis internas e funções anexas no seu entorno (arquivo de telas, depósito, área de atendimento, e área de tanque). À direita um pátio lateral descola a edificação do seu entorno  e enfatiza o volume em balanço da fachada À esquerda o escritório que tornou-se, também, um segundo atelier: sua paixão pela arte contemporânea e temas que envolvem a cultura e as cidades a levaram a se aventurar por caminhos da produção digital.

Fotos: Edu Santos